sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Finalizando 2010



Ufa, finalizando 2010
Final de ano para mim sempre é um misto de sentimentos
vem uma nostalgia junto as expectativas do desejo 
de novas possibilidades, novos caminhos que estão além da nossa percepção.


Particularmente esse ano de 2010
FOI MUITO DIFÍCIL PARA MIM
tantas mudanças internas e externas
que em muitos momentos poderia não dar conta de lidar com 
tamanha carga emocional a qual passei,
o engraçado,rs,
é que enquanto vivenciava cada mudança não me dei conta
só essa semana olhando para trás e que pude ver o quanto caminhei esse ano

me senti literalmente uma peregrina da vida
com uma mochila nas costas caminhando
ora conscientemente, ora não
por caminhos que fui traçando decorrente das minhas escolhas.

Ah, quanta coisa aconteceu...
coisas boas e outras nem tanto:

O ano de 2010 já começou com um desafio
fiquei feliz por ter passado em um processo seletivo
para trabalhar em mais uma Unidade de Saúde
e o desafio foi grande com essa nova realidade
conciliar uma nova rotina de vida, somada a aquela que já existia
agora minha vida ficava assim:
3 Unidades de Saúde, Consultório, Casa de recém casada
marido, familia, amigos
ah...ainda tinha eu,
pois esse ano sentia o inicio da mudança interna
em pequenos aspecto,
sinto que inicia a minha senda individual,
a qual ainda continua....

CONHECI PESSOAS MARAVILHOSAS:
DE DIFERENTES REALIDADES E LUGARES

NO NOVO TRABALHO
e me vi novamente em uma turminha 
aquele clube da luluzinha
que para mim é tão saudavel 
ter no ambiente de trabalho amigas, 
cada uma do seu jeito
somando nas diferenças tornando o trabalho mais agradável,
mas também vieram os desafios
remontar um trabalho, aliás criar um
mudar paradigmas de uma população
 de uma área de abrangência de 48 mil habitantes
e quantos contratempos
enquanto vivenciava essa mudança de paradigma no trabalho
 diante das propostas inovadoras que foram sendo implantadas
me doei muito, fiz o meu melhor naquele momento
para que tudo desse certo

Ah, foi o ano que completei meus 30 anos

uma data marcante para muitas pessoas
apesar da idade, ainda me vejo como uma menina
até porque ouço isso a todo momento,rs
uma menina - mulher:
sensível, porém determinada
e hoje a determinação é SER FELIZ.

CONHECI MUITOS GRUPOS,
PROJETOS DE VIDA
 FILOSOFIAS DIFERENTE DE VIDA
EXPANDI O HORIZONTE
( Os templários, Rosa Cruz, Kaballah, Filosofia Oriental, 
Reiki, , Magnified Healing, Grande Fraternidade, 
Projeto Casa da Rua...)

Fiz amigos orientais
e quanta lição de vida:
humildade, sinceridade, disciplina
compaixão, dedicação e por ai vai.

Conheci o Vegetarianismo
e tenho me tornado quase uma !
e tem sido bem mais fácil do que imaginava

REATEI LAÇOS e REVI PESSOAS
esse ano começou ou intensificou alguns reencontros da vida:
com a amiga Teresa
com o Chará , pessoa iluminada
com a amiga Mithelle em Sampa
(ai que gostoso que foi voltar aos congressos em Sampa
 e ainda poder ver uma pessoa tão querida que há tanto tempo não via.
A Laís que conheci em um momento tão diferenciado
que o destino nos deu a oportunidade de nos "reconhecer"

SOMATIZEI AS MUDANÇAS:
diante de tantas mudanças e as oscilações emocionais
diante de tanta coisa
tive problemas estomacais
engordei indesejáveis 10 kgs
vieram os policistos no ovário

 obstáculos necessários para perceber
que é preciso cuidar mais de mim mesma
e que me fizeram a fazer escolhas

uma delas e talvez a mais difícil do ano
foi em dezembro sair do consultório

ME PERMITI:
Esse ano tenho aprendido a me permitir...

Hoje falo mais o que penso,rs e tenho falado demais...
errar e reconhecer o erro
a não fazer algo que não quero
(hoje durmo com a louça suja sem nenhum problema,rs)

Mostra minhas dificuldades e limitações,
 aprendido a conviver com menos coisas materiais
e a desejá-los menos

estou aprendendo a ser mais eu mesma
com minhas qualidades e imperfeições
e tem sido bom!

Sei que oscilo, mas sei que cresço
sei que me angustio, mas sei que me supero
caio e levanto
e tudo isso é necessário
para o crescimento, para a mudança.

e resumindo esse ano denso e cheio
fico com a analogia do Edu,
conversando dia desses antes de dormir 
fazendo o balanço desse o ano que tivemos,
que a principio não tinha enxergado tudo 
de fato o que tinha vivenciado
tendendo a ver as falhas e não as conquistas

ele me deu um feedback muito bom 
que me ajudou a me enxergar,rs
e a resignificar o sentimento que havia dentro de mim

Me disse que esse ano eu fui como um Touro bravo
carregando um arado nas costas promovendo a 
mudança do solo por onde passava
enfrentando os obstáculos
e não desistindo do trabalho já iniciado

Bem , como típica taurina que sou,
mesmo que com todas as mudanças
que tenho trabalhado dentro de mim
vejo que algumas características permanecem,
talvez porque ainda são necessárias 
para o caminho que tenho traçado.


E depois de um Natal tão singelo em família
que passei em 2010
e depois de resgatar em mente tudo 
o que vivenciei esse ano
essa semana a música que ficou na mente
e não foi atoa ....
deixo abaixo:


A PAZ

A paz invadiu o meu coração
De repente, me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão
Onde eu já não me enterro mais
A paz fez um mar da revolução
Invadir meu destino; A paz
Como aquela grande explosão
Uma bomba sobre o Japão
Fez nascer o Japão da paz
Eu pensei em mim
Eu pensei em ti
Eu chorei por nós
Que contradição
Só a guerra faz
Nosso amor em paz
Eu vim
Vim parar na beira do cais
Onde a estrada chegou ao fim
Onde o fim da tarde é lilás
Onde o mar arrebenta em mim
O lamento de tantos "ai
(Gilberto Gil)

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Um NATAL diferente




Esse Ano fiz tudo diferente no Natal
foi um protesto interno de toda essa exploração comercial
para uma data tão bonita, 
com um significado tão importante.

Claro que não deixei de participar de nenhuma confraternização
olha que foram muitas viu: pelo menos umas 8
mas foi divertido poder compartilhar com pessoas 
tão diferentes de lugares tão diferentes a 
esperança existente em cada um de nós.


Participei da corrente do bem dos CORREIOS
contribuindo com 5 cartinhas ,tão singelas...

Não deixei de montar minha árvore, 
pois adoro vê-la montada,
 enfeitando a sala e alegrando o ambiente,

mas esse ano não teve :

compras e compras de presentes
não teve roupa nova para a ceia
não teve carne na ceia
não teve bebida alcoólica 
(na minha claro, 
pois não obriguei ninguém a me seguir,rs)

porém,
 teve um sentimento tão leve
uma sensação de paz
que em outros natais não tinha sentido.

Pois esse ano, também, pude fazer parte 
de momentos que quero repetir:

Presentear o afilhado do marido
fruto de um trabalho voluntário dele
 em uma comunidade da periferia de Uberlândia
e ver que um simples brinquedo
pode realmente fazer um Natal diferente, 
e pode despertar a alegria discreta 
de um  menino de 10 anos 
transbordando nas mãos trêmulas ao abrir o presente
e no olhar de encantamento, sem igual.

Pude ainda participar de uma iniciativa da minha irmã , ajudá-la a proporcionar um momento especial a 2 adolescentes de um abrigo, onde ela trabalhou até recentemente, tendo um momento em familia, sentindo acolhidas, fazendo parte de um contexto familiar saudável.

E essa experiência me tocou o coração de ver famílias destruídas, ver meninas sem referência,
com uma dificuldade tamanha em expressar sentimentos, falar o que quer e o que não quer,
mas  que ainda sim tem sonhos juvenis, sonham com os astros da tv, curtem o passeio no shopping, se deslumbram ao conhecer o boliche pela primeira vez e choram sentido ao voltar para a triste realidade de um abrigo.


No final das contas
percebi que o espírito de Natal, para mim, é isso
proporcionar alegria
pelo menos nesse dia
a quem não tem muitos momentos felizes
renovando a esperança que alguma coisa pode ser diferente

Pode ser uma idéia romântica da vida
mais em quanto houver sonho
poderemos lutar por uma sociedade diferente

ah, e quanto trabalho temos pela frente!!!

e natal para mim se traduz na música de John Lenon
que me emociona a cada vez que escuto.


Imagine
Imagine que não exista nenhum paraíso,


É fácil se você tentar.

Nenhum inferno abaixo de nós,
Sobre nós apenas o firmamento.
Imagine todas as pessoas
Vivendo pelo hoje...



Imagine que não exista nenhum país,
Não é difícil de fazer.

Nada porque matar ou porque morrer,
Nenhuma religião também.
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz...



Imagine nenhuma propriedade,
Eu me pergunto se você consegue.

Nenhuma necessidade de ganância ou fome,
Uma fraternidade de homens.
Imagine todas as pessoas
Compartilhando o mundo todo.



Você talvez diga que sou um sonhador,

Mas eu não o único.

Eu espero que algum dia você junte-se a nós,
E o mundo viverá como um único.




segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Sarau da UAI


Nesse último sábado a Unidade de Atendimento Integrado 
- UAI Pampulha
uma das unidades que atuo propiciou um momento único 
 em Uberlândia, promovendo um SARAU.

Foi um  espaço aberto tanto para os funcionários da unidade 
como para os usuários.
A idéia surgiu através dos trabalhos realizados 
por um dos grupos da saúde mental
que  a terapeuta ocupacional Andreia atua e através desse grupo, 
ela começou a idealizar com integração
entre funcionários e usuários do serviço fora da relação 
profissional - paciente.

Tema da tarde era:
"Gentileza gera Gentileza" e
" Juntos Somos mais Fortes"

E assim tivemos um momento gostoso nesse 
fim de tarde de sábado com as apresentações:

* da dançarina mirim de dança do ventre;
* o cover infantil do Restart
*Poemas de pacientes e funcionários;
*exposição dos desenhos de pacientes da Saúde Mental
* apresentação musical de alguns funcionários
e três lindas homenagens:
uma aos funcionários,outra
para a amiga Ana Luiza que nos deixou esse ano e 
a terceira  Profeta Gentileza que simbolizou 
esse primeiro SARAU

foi um momento divertido em que até cantei, rs, 
digo acompanhei as amigas num coro juntamente com 
cantora do grupo Daiane

segue a música em questão:


Gentileza 
(Marisa Monte) 

Apagaram tudo 
Pintaram tudo de cinza 
A palavra no muro 
Ficou coberta de tinta 
Apagaram tudo 
Pintaram tudo de cinza 
Só ficou no muro 
Tristeza e tinta fresca 
Nós que passamos apressados 
Pelas ruas da cidade 
Merecemos ler as letras 
E as palavras de gentileza 
Por isso eu pergunto 
A você no mundo 
Se é mais inteligente 
O livro ou a sabedoria 
O mundo é uma escola 
A vida é o circo 
Amor palavra que liberta 
Já dizia o profeta 
Apagaram tudo 
Pintaram tudo de cinza 
A palavra no muro 
Ficou coberta de tinta 
Apagaram tudo 
Pintaram tudo de cinza 
Só ficou no muro 
Tristeza e tinta fresca 

Por isso eu pergunto 
A você no mundo 
Se é mais inteligente 
O livro ou a sabedoria 
O mundo é uma escola 
A vida é o circo 
Amor palavra que liberta 
Já dizia o profeta 


quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Principio 10/90


Dia desses a caminho do trabalho conversando com meu marido Edu,
conversando sobre coisas diversas ao mesmo tempo
me passou um julgamento sobre uma pessoa que conhecemos.

No meu olhar pedante e imperfeito
pensei: "ai fulana é tão chatinha"...
e perguntei em voz alta, porque temos a mania de apontar os defeitos alheios,

O Edu na sua calma e serenidade responde:
É que aprendemos a julgar o outro, apontar seus defeitos, ver o que as pessoas deixam de fazer, observar os erros, mas  temos que a cada momento tentar fazer o contrário:

ressaltar as qualidades, ver o que as pessoas tem de bom, pois na verdade todos nós estamos em fase de melhoramento, somos todos imperfeitos  e temos que nos ajudar, uns aos outros, nesse caminho de evolução.

E Depois desse dia fiquei a pensar sobre isso e tentando fazer esse exercício nas pequenas coisas de só ver o que tem de bom, em cada momento, em cada pessoa, em cada situação

e me lembrei de um texto que algum tempo atrás recebi por email, que segue abaixo:

Principio10/90

Que princípio é este? 
Os 10% da vida estão relacionados com o que se passa com você, 

os outros 90% da vida estão relacionados com a forma como você reage ao que se 

passa com você.


O que isto quer dizer? 
Realmente, nós não temos controle sobre 10% do que nos sucede.
 Não podemos evitar que o carro enguice, que o avião 
atrase, que o semáforo fique no vermelho. 
Mas, você é quem determinará os outros  90%. 

Como? 
Com sua reação.

Exemplo: você está tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa o café cair na sua camisa branca de trabalho Você não tem controle sobre isto. O que acontecerá em seguida será 
determinado por sua reação.

Então, você se irrita. Repreende severamente sua filha e ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa. E tem prosseguimento uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai mudar de camisa. Quando volta, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai para o trabalho, também contrariada. Você tem de levar sua filha, de carro, pra escola. 
Como está atrasado, dirige em alta velocidade e é multado. Depois de 15 min. de atraso, uma discussão com o guarda de trânsito e uma multa, vocês chegam à escola, onde sua filha entra, sem se despedir de você. Ao chegar atrasado ao escritório, você percebe que esqueceu de sua maleta. Seu dia começou mal e parece que ficará pior. Você fica ansioso pro dia acabar e quando chega em casa, sua esposa e filha estão de cara fechada, em silêncio e frias com você.


Por quê?
Por causa de sua reação ao acontecido no café da manhã. Pense: porquê seu dia foi péssimo?


A) por causa do café?
B) por causa de sua filha?
C) por causa de sua esposa?
D) por causa da multa de trânsito?
E) por sua causa?


A resposta correta é a E. Você não teve controle sobre o que aconteceu com o café, mas o modo como você reagiu naqueles 5 minutos foi o que deixou seu dia ruim. O café cai na sua camisa. Sua filha começa a chorar. Então, você diz a ela, gentilmente: "está bem, querida, você só precisa ter mais cuidado". Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui, dando adeus com a mão.


Notou a diferença? Duas situações iguais, que terminam muito diferente. Por quê? Porque os outros 90% são
determinados por sua reação.Aqui temos um exemplo de como aplicar o  Princípio 90/10. Se alguém diz algo negativo sobre você, não leve a sério, não deixe que os comentários negativos te afetem. Reaja apropriadamente e seu dia não ficará arruinado.



Como reagir a alguém que te atrapalha no trânsito? 
Você fica transtornado? Golpeia o volante? Xinga? Sua pressão sobe? 
O que acontece se você perder o emprego? Por quê perder o sono e ficar tão chateado?
 Isto não funcionará. 
Use a energia da preocupação para procurar outro trabalho. Seu vôo 
está atrasado, vai atrapalhar a sua programação do dia. Por quê manifestar frustração com o 

funcionário do aeroporto? Ele não pode fazer nada. Use seu tempo para estudar, 

conhecer os outros passageiros.
Estressar-se só piora as coisas.

Agora que você já conhece o Princípio 90/10, utilize-o. Você se 
surpreenderá com os resultados e não se arrependerá de usá-lo. Milhares de 
pessoas estão sofrendo de um stress que não vale a pena, sofrimentos, problemas 
e dores de cabeça. 
Todos devemos conhecer e praticar o Princípio 
90/10.


stephen covey

domingo, 12 de dezembro de 2010

TUDO É AMOR

imagem: Holanda (lugar que desejo muito conhecer)
by:blog Castelo do Guga

Vida-É o Amor existencial.

Razão-É o Amor que pondera.

Estudo-É o Amor que analisa.

Ciência-É o Amor que investiga.
Filosofia-É o Amor que pensa.


Religião-É o amor que busca Deus.
Verdade-É o Amor que se eterniza.
Ideal-É o Amor que se eleva.
Fé-É o Amor que se transcende.
Esperança-É o Amor que sonha.



Caridade-É o Amor que auxilia.
Fraternidade-É o Amor que se expande.
Sacrifício-É o Amor que se esforça.
Renúncia-É o Amor que se depura.
Simpatia-É o Amor que sorri.



Altruísmo-É o Amor que se engrandece.
Trabalho-É o Amor que constrói.
Indiferença-É o Amor que se esconde.
Desespero-É o Amor que se desgoverna.
Paixão-É o Amor que se desequilibra.



Ciúme-É o Amor que se desvaira.
Egoísmo-É o Amor que se animaliza.
Orgulho-É o Amor que enlouquece.
Sensualismo-É o Amor que se envenena.
Vaidade-É o Amor que se embriaga.



Finalmente, o ódio que julgas ser a 
antítese do Amor, não é senão o 
próprio Amor que adoeceu gravemente.

Chico Xavier

BOA SEMANA A TODOS!!!